PUBLICIDADE
Topo

Veja quem esteve com Bolsonaro e deve se preocupar com o resultado do teste

Com Ernesto Araújo (à esq.) e Paulo Guedes (à dir.), Bolsonaro participa de cúpula do Mercosul por videoconferência - Marcos Correa/PR
Com Ernesto Araújo (à esq.) e Paulo Guedes (à dir.), Bolsonaro participa de cúpula do Mercosul por videoconferência Imagem: Marcos Correa/PR

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

07/07/2020 12h32

A lista de pessoas que, desde a semana passada, se encontraram com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem ao menos 35 nomes. O levantamento considera apenas os compromissos oficiais divulgados pelo Palácio do Planalto. O mandatário confirmou hoje que o teste realizado na noite anterior deu positivo para covid-19. O exame foi feito no HFA (Hospital das Forças Armadas).

Entre as pessoas que constam na agenda de Bolsonaro estão o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, o chefe da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ministros, deputados e outras autoridades.

Como os sintomas do coronavírus podem aparecer de cinco a sete dias após a contaminação e Bolsonaro foi ao hospital no início desta semana, a relação de agendas verificadas vai de 29 de junho a 6 de julho.

O número de pessoas que tiveram algum contato com o presidente é, na verdade, muito maior. O mapeamento não inclui familiares, funcionários do Planalto e apoiadores.

bolsonaro com galliote - Marcos Corrêa/PR - Marcos Corrêa/PR
Bolsonaro recebe dirigentes de clubes de futebol no Palácio do Planalto
Imagem: Marcos Corrêa/PR

Bolsonaro se dirigiu ao hospital depois de se sentir mal, com febre e sintomas de gripe. Em nota, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) confirmou que o mandatário havia feito o exame. Ainda de acordo com a pasta, o presidente apresentava "bom estado de saúde".

Ao retornar para o Palácio da Alvorada, na tarde de ontem, Bolsonaro parou para conversar com apoiadores e disse que estava "tudo bem". Ele usava máscara e evitou aproximação. "Não pode chegar muito perto, não. Recomendação (para) todo mundo", afirmou em vídeo divulgado na internet.

"Estou evitando (contato), porque vim do hospital agora. Fiz uma chapa (exame de raio-x) de pulmão. Tá limpo o pulmão, está certo? Fui fazer exame do covid agora há pouco, mas tá tudo bem", acrescentou.

Galiotte

O presidente do Palmeiras foi recebido por Bolsonaro na última terça-feira (30 de junho) ao lado de dirigentes de outros clubes de futebol, como Bahia, Ceará e Athletico-PR. O objetivo foi discutir os impactos da polêmica MP (Medida Provisória 984).

A iniciativa, que permite a negociação individual dos mandantes em relação aos jogos na TV, ficou conhecida como "MP do Flamengo" no Congresso por beneficiar o Rubro-Negro em um embate com a Globo, que possui os direitos de transmissão. A emissora é considerada um inimigo público por parte do presidente.

A lista

De acordo com as agendas do Planalto, estiveram com o presidente desde 29 de junho:

Wagner Rosário (Ministro da Controladoria-Geral da União)
Augusto Heleno (Ministro do Gabinete de Segurança Institucional)
José Levi Mello do Amaral (Advogado-geral da União)
Walter de Souza Braga Netto (Ministro da Casa Civil)
Paulo Guedes (Ministro da Economia)
Marcos Pontes (Ministro da Ciência e Tecnologia)
Floriano Peixoto (Presidente dos Correios)
Ernesto Araújo (Ministro das Relações Exteriores)
Jorge de Oliveira Francisco (Ministro da Secretaria-Geral da Presidência)
Fábio Faria (Ministro das Comunicações)
Carlos Alberto Decotelli (Foi ministro da Educação, não empossado, por cinco dias)
Maurício Galliote (Presidente do Palmeiras)
Rogério Marinho (Ministro do Desenvolvimento Regional)
Tarcísio Gomes de Freitas (Ministro da Infraestrutura)
Ricardo Salles (Ministro do Meio Ambiente)
Hamilton Mourão (Vice-presidente da República)
Davi Alcolumbre (Presidente do Senado)
Rodrigo Maia (Presidente da Câmara)
Fernando Azevedo (Ministro da Defesa)
Marcelo Álvaro Antônio (Ministro do Turismo)
Luiz Eduardo Ramos (Ministro da Secretaria de Governo)
Bento Albuquerque (Ministro de Minas e Energia)
Pedro Guimarães (Presidente da Caixa)
Marcelo Reis Magalhães (Secretário Especial do Esporte)
José Antônio Pereira Júnior (Presidente da Rio Motorsports)
Major Vitor Hugo (PSL-GO; líder do governo na Câmara dos Deputados)
Osmar Terra (Deputado federal pelo MDB-RS)
Fábio Ramalho (Deputado federal pelo MDB-MG)
André Mendonça (Ministro da Justiça)
Paulo Skaf (Presidente da Fiesp)
Caroline de Toni (Deputada federal pelo PSL-SC)
Todd Chapman (Embaixador dos EUA no Brasil)
Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior (Presidente do Inmetro)
Roberto Mira (Vice-Presidente para assuntos de segurança da NTC&Logística)
Mario Frias (Secretário Especial de Cultura)

Política