PUBLICIDADE
Topo

Política

Para combater fake news, TRE-SC nomeia divulgador de teorias da conspiração

Conteúdo falso publicado pelo site Anti Nova Ordem Mundial, antes de ser retirado do ar - Reprodução
Conteúdo falso publicado pelo site Anti Nova Ordem Mundial, antes de ser retirado do ar Imagem: Reprodução

Amanda Rossi

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 04h00

O TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina) nomeou, em junho, um divulgador de teorias da conspiração para dar apoio técnico ao comitê de enfrentamento à desinformação do órgão. Emerson Cargnin, chefe da seção de apuração de eleições, foi ligado aos sites Notícias Naturais e Anti Nova Ordem Mundial, que disseminavam informações falsas. As páginas foram retiradas do ar após serem apontadas como algumas das principais publicadoras de conteúdo falso sobre vacina no Brasil.

A função de Cargnin no combate à desinformação, segundo o TRE-SC, é prestar apoio técnico na "avaliação de conteúdos postados relacionados com a segurança do processo eleitoral e da urna eletrônica, em razão da expertise técnica e relação com as atividades desempenhadas nesta casa". Criado em junho, o comitê de enfrentamento à desinformação do órgão visa a "alfabetização midiática e informacional, contenção à desinformação, identificação e checagem de desinformação, e aperfeiçoamento de recursos tecnológicos".

Estudo conjunto da ONG Avaaz e da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), de novembro de 2019, identificou que o site Notícias Naturais produziu "a maior quantidade de conteúdo antivacinação no Brasil" —sustentado, em grande parte, em teorias da conspiração. "De acordo com uma avaliação do site, Notícias Naturais publicou mais de 400 conteúdos antivacinação diferentes ao longo de uma década (entre 2009 e 2019)", lê-se no estudo.

"Ficamos preocupados ao saber que alguém supostamente associado ao Notícias Naturais foi nomeado para um comitê cujo objetivo é combater as fake news. Recomendamos ao TRE-SC que investigue o Notícias Naturais com diligência e questionamos como alguém associado à produção de notícias falsas pode ser um representante público do combate à desinformação", diz Laura Moraes, coordenadora de campanhas sênior da Avaaz.

29.07.2021 -- Post do site Anti Nova Ordem Mundial celebrando vitória de Bolsonaro, arquivado pelo WebArchive - Reprodução - Reprodução
Post do site Anti Nova Ordem Mundial celebrando vitória de Bolsonaro, arquivado pelo WebArchive
Imagem: Reprodução

O estudo também mostrou que o Notícias Naturais era administrado em conjunto com a página Anti Nova Ordem Mundial, que publicava teorias da conspiração diversas e até textos de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Os sites se diziam associados, tinham 203 conteúdos sobre vacina com o mesmo título e fizeram posts idênticos, com minutos de diferenças, em suas redes sociais.

Nome, sobrenome, fotografia e email pessoal de Emerson Cargnin constam em diversas publicações do site Anti Nova Ordem Mundial como sendo seu criador e administrador —mesmo deletado, o site está salvo no Web Archive, uma espécie de arquivo da internet.

Cargnin também foi sócio da única anunciante fixa dos sites Notícias Naturais e Anti Nova Ordem Mundial: uma loja de produtos naturais de Florianópolis, chamada Tudo Saudável. Mayara Modesti, outra sócia, confirmou à reportagem, no ano de 2019, que Cargnin era administrador do site Notícias Naturais.

Ao UOL, Cargnin negou ter relação com os sites. Negou até conhecer o Anti Nova Ordem Mundial —apesar de sua conta pessoal no Facebook registrar interações com a página.

"Eu não tenho conhecimento que tenha meu nome nesses sites, se alguém usou, usou sem minha autorização. E eu vou processar quem é que tenha feito isso, e [vou processar] vocês se colocarem meu nome relacionado com isso", disse Cargnin.

Perfil que comentava como administrador, arquivado pelo WebArchive em 2008 - Reprodução - Reprodução
Perfil que comentava como administrador, arquivado pelo WebArchive em 2008
Imagem: Reprodução

Cargnin não explicou por que sua loja anunciava nestes mesmos sites que acusa de terem usado seus dados falsamente. Em relação a Modesti, falou que "ela não tinha ideia de nada".

Devido ao estudo da Avaaz e da SBIm, Modesti chegou a ser convocada a prestar esclarecimentos na CPMI das Fake News, em março de 2020. Mas não depôs, porque a CPMI foi encerrada pouco depois. Em mensagem para o UOL, disse que não faz "ideia do que sejam esses sites", que não é mais dona da loja e que entraria com processo se a reportagem fosse publicada.

Já o TRE-SC informou que "desconhece os fatos alegados, inclusive por não dizerem respeito à Justiça Eleitoral".

Emerson Cargnin, que é programador, está no quadro do TRE-SC desde 1996. Em 2019, foi nomeado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para integrar o Núcleo de Desenvolvimento Colaborativo do Simulador de Votação Web —um sistema para "treinar" para votar na urna eletrônica. Também foi tutor de cursos sobre o sistema de totalização de votos.

Digitais do funcionário do TRE

Nos primeiros anos do site Anti Nova Ordem Mundial, seu criador e administrador costumava assinar como "Emerson". Já ao comentar elogios e rebater críticas, frequentemente usava uma conta com dados pessoais de Emerson Cargnin —nome, sobrenome, fotografia que corresponde de fato a Cargnin, e link para dois blogs pessoais que o funcionário do TRE realmente manteve.

Em 2009, por exemplo, essa conta de Emerson Cargnin respondeu a um leitor que chamou de "doente" o criador do site Anti Nova Ordem Mundial: "Sou doente? E porque (sic) voce acha isso? Será que o doente nao e voce por acreditar em tudo que voce assiste na TV e ainda criticar aqueles que questionam?

destaque site emerson e e-mail - Arte/UOL - Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Em 2010, depois que o site saiu do ar por algumas horas, o administrador "Emerson" recebeu dicas dos leitores para deixar o site mais seguro. O usuário Emerson Cargnin respondeu: "Estou sim pesquisando opções para mover o blog para uma outra plataforma".

Também em 2010, o site Anti Nova Ordem Mundial fez um post, assinado como "Emerson", pedindo doações. Para contribuir, era possível comprar uma camiseta com os dizeres "resista à nova ordem mundial". Uma das lojas que recebeu encomendas das peças confirmou à reportagem que Cargnin era o responsável pelo site.

No texto de venda das camisetas, o contato indicado para fazer a compra era um email que pertencia, de fato, a Emerson Cargnin —o funcionário do TRE usou este mesmo email, junto a seu nome e sobrenome, em diversos fóruns de discussão sobre programação.

Além disso, foi o usuário Emerson Cargnin quem gerenciou as vendas:

"Envie um email para echofloripa.yell@gmail.com com seu CEP, irei então calcular o valor exato do frete e irei enviar a cobrança via mercado pago. Alternativamente podemos fazer depósito direto em conta corrente, o que achar mais fácil".

"Echofloripa", que consta no endereço de email, é um codinome usado por Cargnin na internet. Aparecia, por exemplo, no blog pessoal que Cargnin manteve. Também está até hoje no endereço do YouTube onde Cargnin posta vídeos de sua criação de gatos da raça bengal.

destaque Emerson dono da tudo saudável - Arte/UOL - Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Já nos últimos anos em que Notícias Naturais e Anti Nova Ordem Mundial estiveram no ar, o administrador dos sites buscou se manter anônimo —estratégia usada por muitas páginas de fake news até hoje, o que ajuda a evitar responsabilização. Em 2014, ao pedir novas doações, escreveu: "Por favor não peçam conta para depósito, pois por questões de segurança não irei divulgar".

Os nomes "Emerson" e "Emerson Cargnin" foram saindo de cena e dando lugar ao codinome "admin". Nos fóruns de discussão dos dois sites, um dos avatares do "admin" era uma imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com rosto de coringa. Sua biografia era: "idealizador, fundador e administrador do Fórum Anti-NOM e do blog Anti Nova Ordem Mundial".

Todo o conteúdo tanto dos sites como dos fóruns foi retirado do ar em fins de 2019, depois que Emerson Cargnin foi procurado pela reportagem pela primeira vez para falar sobre o assunto.

Enxurrada de teorias da conspiração

Em geral, as publicações antivacina dos sites Notícias Naturais e Anti Nova Ordem Mundial propagavam que cientistas, laboratórios e governos estavam envolvidos em conspirações para esconder danos provocados pelas vacinas.

Grande parte do conteúdo era de textos traduzidos de um site americano, ligado a Mike Adams —considerado um dos maiores propagadores de teorias da conspiração dos Estados Unidos, banido algumas vezes de redes sociais.

Além de conteúdo antivacina, o site Notícias Naturais fazia posts elogiando produtos que eram vendidos por seu único anunciante fixo —a loja de Florianópolis que pertenceu a Emerson Cargnin.

Foto de Emerson Cargnin, publicada no Facebook, entregando urna eletrônica em Tangará (SC), que teve eleições em 2013  - Reprodução - Reprodução
Foto de Emerson Cargnin, publicada no Facebook, entregando urna eletrônica em Tangará (SC), que teve eleições em 2013
Imagem: Reprodução

Já a página Anti Nova Ordem Mundial tinha um escopo de postagens mais amplo. Seu próprio nome faz referência a uma teoria da conspiração que acredita, sem base na realidade, que uma elite globalista estaria conspirando para criar uma ditadura mundial. De acordo com essa teoria sem provas, vacinas, agrotóxicos e até aspartame seriam estratégias para controlar a população. Já ataques terroristas e pandemias seriam "propositalmente criados" em nome da "remoção dos direitos individuais", dizia o site.

O Anti Nova Ordem Mundial também comemorou a vitória de Jair Bolsonaro em 2018: "Esta é uma ocasião importante. Nós somos parte de um movimento global, pessoal. As massas estão se levantando contra suas elites tortas e contra as forças do globalismo, comunismo e socialismo. Está finalmente acontecendo!"

As últimas publicações da página, antes de ser retirada do ar, negavam mudanças climáticas, atribuíam declarações falsas e absurdas a políticos americanos de tendência de esquerda (por exemplo, que um deles teria defendido "comer bebês") e propagavam mentiras sobre a tecnologia 5G.

Política