PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

'O que seria do governo Bolsonaro?', diz Lira sobre apoio do centrão

Presidente da Câmara, Arthur Lira, em reunião da Mesa Diretora, que definiu inclusão de pautas da economia. Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputado - Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputado
Presidente da Câmara, Arthur Lira, em reunião da Mesa Diretora, que definiu inclusão de pautas da economia. Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputado Imagem: Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputado

Do UOL, em São Paulo

02/12/2021 00h13

O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), disse que o centrão dá estabilidade e previsibilidade ao Brasil e que presidentes não conseguem governar sem o apoio político do bloco. A declaração ocorreu durante entrevista ao programa "Em Foco", da GloboNews, exibida na noite de hoje.

Eu tenho dito sempre: os partidos de centro é que dão a estabilidade que o governo precisa, que qualquer governo que se elege. E a gente não pode ficar sempre na narrativa do 'toma lá dá cá'. Deputado Arthur Lira

"Os partidos de centro sempre votaram as reformas estruturantes desse país, seja em momentos ruins ou bons. E, às vezes, são mal compreendidos. O que seria do governo Lula se não tivéssemos os partidos de centro? O que seria do governo FHC se não tivessem os partidos de centro? O que seria do governo Dilma, do governo Temer, o que seria do governo Bolsonaro?", prosseguiu. "Então, na minha opinião, os partidos de centro dão toda a estabilidade, governabilidade e previsibilidade", concluiu, em seguida.

O centrão é um bloco político que congrega parlamentares de diversos partidos —mas sem uma linha ideológica comum, e com muito apego ao "toma lá, dá cá". O termo carrega tons pejorativos — passa a ideia de quem fica em cima do muro, de quem não se posiciona.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro filiou-se ao PL de Valdemar Costa Neto (e de Arthur Lira), oficializando assim a sua volta ao centrão após ter sido eleito em 2018 com discurso crítico a esses partidos e hoje se apoiar neles para garantir governabilidade.

Política