PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

RJ: vereador Gabriel Monteiro vira réu por assédio e importunação sexual

21.jun.2022 - Vereador Gabriel Monteiro (PL) - PAULO CARNEIRO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
21.jun.2022 - Vereador Gabriel Monteiro (PL) Imagem: PAULO CARNEIRO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

05/07/2022 17h21Atualizada em 05/07/2022 17h44

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aceitou a denúncia contra o vereador da capital fluminense Gabriel Monteiro (PL). Ele se tornou réu por assédio e importunação sexual.

Como se trata de crime de violência sexual, o processo tramita em segredo de Justiça e o nome da vítima é preservado.

Gabriel Monteiro foi denunciado pelo Ministério Público no dia 14 de junho. A denúncia foi feita com base no inquérito da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) da Polícia Civil, em Jacarepaguá.

Ele é alvo de denúncias de estupro, assédio sexual e moral e por forjar vídeos na internet. As denúncias foram reveladas em reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, no fim de março.

Em maio, Monteiro já havia se tornado réu na Justiça do Rio de Janeiro acusado de filmar relação sexual com uma adolescente. As acusações foram confirmadas por ex-assessores do vereador.

O vereador responde ainda a um processo no Conselho de Ética da Câmara Municipal do Rio de Janeiro por quebra de decoro parlamentar, que pode levar à cassação do seu mandato.

Procurada pelo UOL, a defesa do vereador enviou a mesma nota sobre o caso que já havia sido divulgada quando ele foi denunciado pelo MP. O texto diz que os ex-assessores que o denunciaram trabalham para a "máfia do reboque" e que a ocorrência só foi registrada horas antes da reportagem do Fantástico ir ao ar.

Política