Topo

Especialista da OMS infectado por ebola é internado na Alemanha

Georg Wendt/AP
27.ago.2014 - Homem usa roupa especial em ambulância que traz epidemiologista senegalês a hospital de Hamburgo. O médico contraiu ebola em Serra Leoa Imagem: Georg Wendt/AP

2014-08-27T11:43:53

27/08/2014 11h43

Um especialista senegalês da Organização Mundial da Saúde (OMS) infectado pelo vírus ebola foi internado nesta quarta-feira (27) em um hospital de Hamburgo, norte da Alemanha, e será o primeiro paciente tratado pela doença no país.

O epidemiologista da OMS foi contaminado em Serra Leoa pelo vírus que provoca febres hemorrágicas, segundo a organização.

O paciente ficará internado no hospital universitário de Hamburgo-Eppendorf (UKE).

O UKE é especializado no tratamento de doenças altamente contagiosas. No fim de julho, a OMS já havia solicitado a internação no local de um de seus colaboradores, mas o médico contaminado morreu antes da viagem para a Alemanha.

O vírus ebola, que afeta Libéria, Guiné, Serra Leoa e, em menor medida, a Nigéria, provocou mais de mil mortes desde o início da epidemia em março.

Não existe nenhuma vacina e o tratamento para o vírus transmitido por contato direto com fluidos corporais é baseado em minimizar os sintomas. Há um medicamento experimental, o ZMapp sendo testado em alguns pacientes. Americanos que usaram sobreviveram a doença, mas um padre espanhol morreu mesmo depois de usá-lo.

Um britânico que vive em Serra Leoa, contaminado pelo ebola, foi hospitalizado no domingo (24) em Londres. Ele estaria sendo tratado com o ZMapp.

Saiba mais sobre ebola

  • O que é o ebola?

    A doença é causada pelo vírus ebola e, no surto atual, já matou quase a metade dos pacientes diagnosticados com a doença. Tem sintomas como febre, vômito, diarreia e hemorragia.

  • Como se contrai o vírus?

    O ebola é transmitido pelo contato direto com sangue e fluídos corporais (suor, urina, fezes e sêmen) de pessoas contaminadas e de tecidos de animais infectados.

  • Quais países têm mais casos de ebola?

    Guiné, Libéria e Serra Leoa vivem surtos de ebola. Na Nigéria houve casos da doença, mas o vírus deixou de ser ameaça no país. EUA e alguns países europeus resgataram compatriotas infectados para tratamento.

  • Quem tem mais risco de contrair a doença?

    Parentes dos pacientes e os profissionais de saúde que tratam os pacientes com ebola são os indivíduos em maior situação de risco. Mas, qualquer pessoa que se aproxime de infectados ou de seus corpos sem vida se coloca em risco.

  • O ebola tem cura?

    Não há remédio que cure o ebola propriamente. Existem apenas medicamentos e vacinas experimentais sendo testadas no Canadá, nos Estados Unidos e na África, que surtiram o efeito desejado, isto é, zeraram a carga viral dos infectados. Quem sobreviveu ao tratamento continuará sendo monitorado por um tempo.

Mais sobre o ebola

Mais Ciência e Saúde