Topo

Polonês recebe um dos mais extensos transplantes de rosto já realizados

Em Varsóvia

22/05/2013 16h25

Um homem de 33 anos recebeu o primeiro transplante de rosto total da Polônia e um dos mais extensos realizados até agora em todo o mundo, já que incluiu a mandíbula e a parte inferior da bacia dos olhos.

"Assumimos que o paciente terá a oportunidade de viver uma vida normal, será capaz de comer, respirar e enxergar", explicou nesta quarta-feira o professor Adam Maciejewski, um dos chefes da equipe médica que realizou a operação no centro oncológico de Gliwice, no sul da Polônia.

O homem sofreu há três semanas um grave acidente na pedreira onde trabalhava quando uma máquina cortadora de pedra o desfigurou, afirmou o médico, o que justificou a decisão de realizar a cirurgia de "vida ou morte" com um prazo de preparação mínimo, o menor para um transplante destas características até o momento, segundo ele.

"A condição do paciente estava piorando tão rapidamente que o transplante era visto como a única opção para salvá-lo, embora agora ainda enfrente um alto risco de infecção. Sua situação é grave, embora estável", acrescentou o médico.

Apesar de o sucesso da operação ter sido divulgado hoje, a intervenção aconteceu no último dia 15, após o paciente conseguir um doador, e teve duração de 27 horas.

Notícias