PUBLICIDADE
Topo

Federação de Hospitais alerta para risco de falta de oxigênio e medicamentos

Tobias Hase/AFP
Imagem: Tobias Hase/AFP

Dayanne Sousa

São Paulo

24/05/2018 16h31

A Fehoesp (Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo) afirmou que há risco de que hospitais fiquem desabastecidos em meio a paralisação de caminhoneiros. A entidade chama atenção para a possibilidade de falta de oxigênio, medicamentos e outros insumos, como suprimentos para diálise.

O órgão afirma que enviou mensagem à presidência da República e também à Câmara e ao Senado alertando para os riscos no caso de a greve persistir.

Leia também: 

Em nota, o presidente da Fehoesp, Yussif Ali Mere Junior, disse ainda que o recolhimento do lixo hospitalar está comprometido.

Trabalhamos com estoques reduzidos e necessitamos de abastecimentos regulares, como por exemplo, de 2 em 2 dias, 3 em 3 dias, no caso de reposição de oxigênio.