Anvisa proíbe lotes de água mineral, queijo e chocolate

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Na água e no queijo foram identificadas bactérias que poderiam causar infecções nos consumidores; no chocolate, a presença de metal

    Na água e no queijo foram identificadas bactérias que poderiam causar infecções nos consumidores; no chocolate, a presença de metal

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a venda e a distribuição de lotes de água mineral e queijo mozarela após a identificação de bactérias em amostras dos produtos. A proibição também ocorreu em lotes de chocolate, que apresentou metal na composição. 

  • Um lote de água mineral

Segundo a agência, um lote da água mineral da marca Santa Rita do Sapucaí apresentou classificação insatisfatória para a bactéria Pseudomonas aeruginosa, que é capaz de causar infecções nos aparelhos respiratório e urinário, além de queimaduras e outras infecções sanguíneas.

A proibição se refere ao lote 1702, fabricado em setembro de 2017 pela empresa Fonte Azul, em Minas Gerais, com validade até 13 de setembro de 2018. 

O UOL entrou em contato com a Fonte Azul pelo telefone disponível em seu CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), mas, até o fechamento desta nota, não conseguiu contatar ninguém.

  • Três lotes de queijos

Em outros três lotes do queijo mozarela da Latícinios Santa Tereza foram encontrados a presença da bactéria Listeria monocytogenes, que pode provocar doenças como meningite. A contaminação foi identificada por testes em amostras realizadas pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Estão proibidos os lotes 065/8 (mozarela fatiada), com validade até 8 de maio de 2018, 066/8 (mozarela fatiada), com validade até 9 de maio de 2018, e 053/5 (mozarela peça), com validade até 22 de junho de 2018.

A empresa informou já ter recolhido os produtos de todos os seus distribuidores.

  • Quatro lotes de chocolates

A Anvisa também determinou a proibição de quatro lotes do chocolate Barra de Confeiteiro ao Leite, da marca BEL, que apresentaram "filamentos metálicos". Portanto, devem ser retirados do mercado os lotes 5, 6, 7 e 8, todos com validade até março de 2019.

Em nota, a empresa ZD Alimentos S.A informa ter sido detectada uma falha operacional pontual em uma linha de produção que pode ter ocasionado a liberação de pequenos filamentos metálicos no produto.

"Por esse motivo, em caráter de prevenção e de forma espontânea, o grupo iniciou o processo de recall junto à Anvisa e de acordo com todos os procedimentos regrados pelos órgãos competentes", destacou a empresa, que disse já ter recolhido 80% dos 4 lotes citados.

De qualquer forma, a Anvisa orienta que o consumidor que tiver qualquer um dos produtos proibidos não o consuma e entre em contato com o fabricante para o recolhimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos