PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Prefeito em Goiás diz que não foi avisado sobre quarentena de brasileiros

Prefeito em Goiás diz que não foi avisado sobre quarentena de brasileiros - Reprodução
Prefeito em Goiás diz que não foi avisado sobre quarentena de brasileiros Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

03/02/2020 18h23

O prefeito de Anápolis (GO), Roberto Naves, afirmou na tarde de hoje que não foi comunicado pelo Governo Federal sobre a possibilidade de colocar brasileiros vindos de Wuhan, epicentro do surto do coronavírus, de quarentena em uma área militar localizada na cidade no interior de Goiás. Na coletiva de imprensa, convocada às pressas pela prefeitura, Naves pediu ainda "tranquilidade" à população local.

"Nós procuramos buscar informações junto ao Governo Federal para que possamos deixar a população tranquila. Estamos vendo uma série de especulações, as pessoas estão começando a ficar preocupadas e se esses brasileiros serão tratados pelo SUS de Anápolis. O que queremos dizer é para o povo anapolino ficar tranquilo, que estas pessoas não estão doentes. Se houver necessidade de tratamento, será oferecido 100% pelo Governo Federal, no Hospital da Base", afirmou.

Naves disse que estará indo, pessoalmente, a Brasília amanhã para obter mais informações. "Nós estamos indo para Brasília, justamente para saber qual é a decisão e como vai funcionar. Até o momento, gostaria muito de tranquilizar a população de Anápolis, [dizer] que essas pessoas estariam vindo para a Base Militar e não para a cidade", completou.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Anápolis é o local mais provável porque, segundo o ministro da Casa Civil, Onix Lorenzoni, a área militar no local já teria experiência com casos de isolamento.

O governo decidiu que apenas pessoas que não apresentam nenhum sintoma da doença serão trazidos para o Brasil. A medida, segundo o ministro, é para evitar a propagação do vírus em território nacional. Até o momento, nenhum caso de infecção por coronavírus foi registrada no Brasil.

O ministro disse ainda que não há uma decisão sobre o local que os brasileiros ficarão em quarentena ao chegarem ao Brasil. As alternativas principais são Anápolis (GO) e Florianópolis (SC), segundo ele.

Saúde