PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
11 meses

Coronavírus: hospital em SP confirma 16 novos casos em um único dia

Do UOL, em São Paulo

11/03/2020 19h16

O hospital paulistano Albert Einstein confirmou hoje 16 novos casos de coronavírus — dessa forma passa para 69 o total de registros da covid-19 no país (46 deles no estado de São Paulo).

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, os novos casos serão notificados ainda hoje ao Ministério da Saúde. A Secretaria de Saúde de São Paulo ainda contabilizou os novos casos em seu balanço oficial, o que será feito amanhã.

"Nem todas as pessoas diagnosticadas hoje ficarão internadas", informou o Einstein, sem dar mais detalhes sobre o estado de saúde delas.

Na tarde de hoje, o Ministério de Saúde havia atualizado para 52 o número de casos no país. Com os diagnósticos do hospital paulistano e mais caso confirmado na Bahia pela Secretaria da Saúde, o número subiu para 69.

Na Bahia, o terceiro caso de infecção por coronavírus é de mulher de 68 anos, de Feira de Santana, que teve contato domiciliar com a segunda paciente no estado.

Também no início desta quarta-feira, a OMS (Organização Mundial da Saúde) classificou coronavírus como pandemia e cobrou ação de governos.

A classificação significa que uma transmissão recorrente está ocorrendo em diferentes partes do mundo e de forma simultânea.

Ministro compara risco de coronavírus em protestos a metrô

Hoje, em Brasília, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, comparou a aglomeração dos protestos, como os marcados para o próximo domingo, ao uso do transporte público em horário de pico e a festas de forró.

"Eu vejo problemas para toda e qualquer pessoa hoje que esteja circulando no país e pode ter qualquer infecção viral e não pode colocar a culpa em A, B ou C", disse a repórteres.

"O metrô estando aberto, o ônibus estando aberto, as pessoas se movimentando, os forrós funcionando, os bailes acontecendo, os jogos de futebol lotados, não vai ser porque a pessoa saiu de casa, inclusive para um lugar aberto, que vai ser o responsável pelo destino dela".

Ele reforçou que as pessoas devem manter as práticas de higiene em qualquer situação. "Vale a regra da boa educação: lavar as mãos, quem estiver gripado, com sinais de febre, não sair de casa, e não é só para a manifestação, é inclusive para o trabalho".

Saúde