PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Coronavírus: Moro pede "autorresponsabilidade" a quem estiver com suspeita

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro -
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro

Do UOL, em São Paulo

12/03/2020 12h03

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu "autorresponsabilidade" às pessoas com suspeita do novo coronavírus.

"Pacientes com suspeita de coronavírus devem seguir as recomendações médicas de isolamento e quarentena. Elas podem ser impostas compulsoriamente, com base na Lei13979 e na Portaria356/Min da Saúde. Mas isso não é necessário com autorresponsabilidade. A saúde pública é a lei suprema", escreveu Moro em seu perfil no Twitter.

O ministro não citou casos, mas nesta semana a Procuradoria-Geral do Distrito Federal precisou agir em um caso para obrigar um homem que se negava a colaborar a fazer exames para testar o novo vírus.

Ele é marido da mulher de 52 que está internada em Brasília e foi o primeiro caso positivo do Distrito Federal. Na noite de terça-feira, teste feito por ele deu positivo.

No balanço mais recente do Ministério da Saúde, são 60 casos do novo coronavírus no Brasil. O número não contabiliza novos casos no Rio de Janeiro, Pernambuco e em São Paulo, podendo ultrapassar 70. Os números devem ser atualizados até o final do dia.

Atualmente são monitorados 930 casos suspeitos. Outros 947 foram descartados. Do total de casos confirmados, 9 (15%) são por transmissão local, quando é possível relacionar o doente a um caso confirmado; e 51 (85%) dos casos são importados, ou seja, de pessoas que viajaram ao exterior.

Os casos confirmados no Brasil estão divididos em nove estados: São Paulo (30), Rio de Janeiro (13), Bahia (2), Minas Gerais (1), Distrito Federal (2), Rio Grande do Sul (4), Paraná (6), Alagoas (1), Espírito Santo (1).

Saúde