Topo

PM de SP contabiliza 1ª morte por coronavírus: uma sargento de 46 anos

Sargento Magali Garcia, 46, primeira PM de SP morta por coronavírus Imagem: Reprodução

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 13h23Atualizada em 11/04/2020 21h32

A sargento Magali Garcia, 46, é a primeira policial militar da ativa em São Paulo contabilizada pela corporação como morte em decorrência da covid-19. De acordo com a PM, laudo emitido no sábado (28) confirmou a infecção pelo doença causada pelo novo coronavírus.

A policial estava internada desde sexta-feira (27) no HPM (Hospital da Polícia Militar), na Água Fria, zona norte de São Paulo, e morreu entre a noite de ontem e a madrugada de hoje.

A corporação informou que ela trabalhava no Copom (Centro de Operações da Polícia Militar). No dia 24 de março, ela reclamou de leve falta de ar e de cansaço. Ela foi ao HPM e, lá, recebeu a orientação de ficar isolada por 14 dias.

No dia 27, o estado de saúde se agravou, ela retornou ao hospital e foi internada. Ela teve melhora no dia seguinte, mas sua situação se agravou ontem, quando Magali morreu.

Porta-voz da PM, o tenente-coronel Emerson Massera confirmou à reportagem que a sargento é a primeira morta, dentre policiais ativos da corporação, por covid-19. No início de março, um PM da reserva também foi vítima do coronavírus.

Segundo policiais militares, a sargento era ex-fumante, mas estava saudável, sem doença crônica. Ela era casada com um capitão da PM.

Como prevenção, PMs do Copom foram isolados, mas não apresentam sintomas do covid-19.

A Secretaria Estadual de Saúde disse que não "trabalha com microdados" e afirmou que não confirmará nem negará se o caso de Magali faz parte da contagem oficial de infectados ou de mortos pela covid-19 em São Paulo.

Até ontem, o estado tinha 1.517 casos oficialmente contabilizados, com 113 mortes, segundo o Ministério da Saúde. Mas os números oficiais estão longe de indicar quem realmente está infectado.

Em nota, a PM disse que "lamenta o falecimento da Sargento PM Magali Garcia" e afirma que "segue rigorosamente as orientações do Comitê de Contingência do coronavírus e ressalta que todo policial com suspeita ou diagnóstico da doença é imediatamente afastado das funções e acompanhado por profissionais de saúde".

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

PM de SP contabiliza 1ª morte por coronavírus: uma sargento de 46 anos - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Newsletters Resumo do Dia

Para começar e terminar o dia bem informado.

Coronavírus