PUBLICIDADE
Topo

Ministério da Saúde diz que maioria dos brasileiros será exposta à covid-19

Ministério da Saúde - Divulgação
Ministério da Saúde Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

07/04/2020 09h36

O Ministério da Saúde estima que, nos próximos três meses, a maioria da população do Brasil, principalmente dos grandes centros urbanos, será exposta ao novo coronavírus, causador da covid-19. A projeção foi feita no Boletim Epidemiológico 7, divulgado ontem.

"É provável que mais casos de covid-19 sejam identificados no Brasil nos próximos dias, incluindo mais casos de disseminação comunitária. O Ministério da Saúde espera que ocorra transmissão ampliada da covid-19 no Brasil", diz o documento.

Para que isso ocorra, há padrões de sazonalidade no Brasil. De acordo com o Boletim, a região Sul apresenta "sazonalidade similar à observada nos países de clima temperado, com pico da epidemia no inverno". Já o Norte tem seu maior pico "em associação ao período chuvoso (março-abril)".

"Nas demais regiões do Brasil, temos uma situação intermediária, com casos detectados ao longo de todo ano e picos menos acentuados no inverno. Entretanto, a descontinuidade e a falta de homogeneidade dos serviços de epidemiologia nas diferentes regiões do país dificultam muito a comparação entre os dados de circulação de influenza", complementa o documento.

O Ministério também ressaltou que não há vacina e medicamentos aprovados para o tratamento da covid-19, e que serão necessárias mais duas semanas para o recebimento de resultados preliminares de segurança e eficácia do uso de cloroquina associada à azitromicina para uso ampliado.

Até ontem, o Brasil tinha 12.056 casos confirmados e 553 mortes causadas pelo novo coronavírus.

Coronavírus