PUBLICIDADE
Topo

Isolamento social no estado foi de SP 55% no sábado; mínimo é 70%

Pessoas frequentam a Praça Roosevelt, na região central de São Paulo - NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDO
Pessoas frequentam a Praça Roosevelt, na região central de São Paulo Imagem: NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

12/04/2020 14h45

O estado de São Paulo atingiu o índice de isolamento social de 55% neste sábado, queda de dois pontos percentuais em relação aos 57% registrados na Sexta-feira Santa. Os dados são do Sistema de Monitoramento Inteligente do governo de São Paulo. Eles mostram que nos dois primeiros dias do feriadão não foi alcançada a meta de 70% de adesão à quarentena, percentual mínimo para evitar um colapso do sistema de saúde de acordo com a Secretaria estadual de Saúde.

As autoridades seguem na tentativa de aumentar o isolamento social como ações como o fechamento da Praça do Por do Sol, na zona Oeste de São Paulo. O local estava sendo bastante frequentado por pessoas que moram na região. A Polícia Militar patrulha trecho da cidade com carros, motos e bicicletas para dispersar aglomerações.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), falou que vai endurecer a resposta se a população não respeitar a quarentena Ele citou inclusive determinar a prisão de pessoas que desrespeitarem as regras. Para monitorar a adesão da população, o governo estadual montou um sistema que analisa os dados móveis dos celulares e mede os deslocamentos.

De acordo com este estudo, a cidade que mais respeitou à quarentena no sábado foi São Vicente, onde 62% dos moradores ficaram em casa. Na capital do Estado, 54% dos habitantes não foram às ruas. Limeira e Presidente Prudente são as cidades com piores índices no sábado, 47%.

Saúde