PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

SP tem a pior adesão ao isolamento num sábado desde o começo da quarentena

Manifestantes ignoram isolamento social e fazem ato pró-Bolsonaro e anti-Doria em São Paulo - Aiuri Rebello/UOL
Manifestantes ignoram isolamento social e fazem ato pró-Bolsonaro e anti-Doria em São Paulo Imagem: Aiuri Rebello/UOL

Marcelo Oliveira

Do UOL, em São Paulo

26/04/2020 18h14Atualizada em 26/04/2020 23h01

Resumo da notícia

  • Adesão ao isolamento social neste sábado (25) foi de 52%
  • Foi o pior índice de adesão ao isolamento social num sábado no Estado de SP desde o início da quarentena, em 24 de março
  • Vários municípios do interior já começaram a antecipar a flexibilização das medidas de isolamento social

O Estado de São Paulo e também a Capital tiveram os piores números de adesão ao isolamento num sábado desde o início da quarentena decretada pelo governo João Doria, em 24 de março.

A porcentagem da população que ficou em casa neste sábado (25) foi de 52%, tanto no Estado, quanto na Capital.

O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) usa dados fornecidos pelas companhias de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social em 104 cidades do Estado com mais de 70 mil habitantes.

Nos sábados anteriores desde que começou a quarentena, o Estado teve isolamento de 53% (28 de março), 57% (4 de abril), 55% (11 de abril) e 54% no último sábado (18).

Na Capital, a sequência entre 28 de março e 18 de abril foi de 56%, 58%, 54% e 53%, respectivamente.

Várias cidades do Estado começaram a flexibilizar a quarentena na semana que passou.

Em Indaiatuba foram liberados salões de beleza e igrejas, o Guarujá permitiu salões de beleza, mas com hora marcada. Em São José do Rio Preto, óticas e lojas de produtos ortopédicos foram reabertas. E Sorocaba permitiu a abertura de lava-rápidos e escritórios.

Em Bertioga, o prefeito liberou ontem a prática de esportes na praia, mas os banhistas foram à Riviera de São Lourenço para outras atividades. O litoral norte registrou grande movimento de turistas este final de semana.

Desde o início do monitoramento, o Estado tem apresentado os piores dados de isolamento durante os dias de semana, que chegaram a 48% na quarta (22), Doria disse que poderia adiar as medidas de flexibilização da quarentena caso este índice se mantivesse. O índice se manteve na quinta (23) e na sexta (24).

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen, disse em entrevista à GloboNews que o resultado de adesão ao isolamento neste sábado poderia ter sido melhor. Segundo ela, a população precisa colaborar até 10 de maio para que o relaxamento gradual da quarentena comece a ser implantado a partir de 11 de maio.

O índice de isolamento considerado ideal para que o sistema público de saúde não entre em colapso é de 70%, mas o governo tem considerado aceitáveis índices de 60%. Apenas 9 dos 104 municípios monitorados tiveram índice de isolamento superior a 60%: São Sebastião, Ubatuba, Lorena, Cruzeiro, Bebedouro, Ribeirão Pires, São Vicente, Cajamar e Itanhaém.

Errata: o texto foi atualizado
O nome da cidade de Indaiatuba foi grafado incorretamente em versão anterior deste texto.

Coronavírus