PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Mortes por covid-19 no Brasil podem dobrar em 20 dias, diz estudo

Do UOL, em São Paulo

10/05/2020 11h22

Simulações feitas por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e publicadas hoje pelo jornal "O Globo" mostram que o número de mortes por covid-19 pode dobrar em 20 dias. Além disso, é possível que o país tenha 400 mil casos até o dia 5 de junho.

Especialista em aplicações médicas e biológicas do grupo, Carlos Alberto Bragança Pereira é o responsável pelo cálculo da estimativa. Para chegar ao número ele usa um modelo que leva em conta o número de infecções e o período de sobrevida ao vírus nos casos em que há mortes.

O modelo foi testado por Pereira com dados da China, epicentro inicial da covid-19. Foi detectado que o comportamento do vírus varia de acordo com o estado. Dessa forma, o pico de contaminação no Rio de Janeiro, por exemplo, pode acontecer em agosto, chegando a 100 mil casos.


Já em São Paulo, atual epicentro no Brasil, o pico pode acontecer no fim de maio, podendo chegar a um número entre 135 mil e 160 mil casos. O estado pode ter até 6 mil mortes em 20 dias.

O médico sanitarista e diretor da Faculdade de Saúde Pública da USP, Oswaldo Yoshimi Tanaka, acredita que o isolamento social é a única forma de evitar que pessoas morram esperando uma vaga em UTI.

"Se todos pegarem de uma vez, vão morrer sem chegar a uma UTI. O isolamento é uma questão ética, moral e de humanidade", disse.

Coronavírus