PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Outdoor que exaltava cloroquina e tinha foto de Bolsonaro é removido no ES

Outdoor que exaltava o uso da cloroquina foi removido hoje, em Vitória - Arquivo Pessoal
Outdoor que exaltava o uso da cloroquina foi removido hoje, em Vitória Imagem: Arquivo Pessoal

Vinícius Rangel

Colaboração para o UOL, em Vitória

09/08/2020 22h31

Um outdoor que trazia o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como garoto-propaganda da hidroxicloroquina, em Vitória, foi removido no início da tarde de hoje. A Vigilância Sanitária da capital notificou a empresa que prestou o serviço a remover a peça publicitária.

O painel foi colocado na quarta-feira (5), por apoiadores da extrema-direita, liderados pelo deputado estadual Capitão Assumção (Patriotas). O outdoor estimulava o uso do medicamento no tratamento da covid-19 — apesar de não haver comprovação científica. Na sexta-feira (7), a Prefeitura de Vitória deu prazo de até 48 horas para a empresa retirar a propaganda.

Fechados com Bolsonaro!! Inauguração do Outdoor do nosso presidente Bolsonaro em Jardim Camburi!! Ah, viemos de graça!!!!😉🇧🇷🇧🇷

Posted by Capitão Assumção on Wednesday, August 5, 2020

"A Vigilância Sanitária de Vitória informa que notificou a empresa responsável, conforme o artigo 32 da RDC 96 de 2008, que está atualmente em vigor no país. Segundo a legislação, a propaganda ou publicidade de medicamentos sob controle especial, sujeitos à venda sob prescrição médica, com notificação de receita ou retenção de receita, além de observar as disposições deste regulamento técnico, somente pode ser efetuada em revistas de conteúdo exclusivamente técnico, referentes a patologias e medicamentos, dirigidas direta e unicamente a profissionais de saúde habilitados a prescrever e/ou dispensar medicamentos", informou, em nota, a Prefeitura.

No mesmo dia em que o outdoor foi instalado, houve registro de aglomeração de pessoas no local. Alguns apoiadores posaram para fotos sem a máscara de proteção, incluindo o deputado Assumção, indo contra as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde).

O advogado André Moreira, que integra o diretório estadual do PSOL, entrou com notícia-crime em cinco órgãos federais e estaduais, incluindo o Ministério Público. Ele alega que a propaganda é inadequada, conforme legislação da (Anvisa Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Ele considera que a veiculação o outdoor seria completamente inconsequente e traria riscos à saúde pública.

"A propaganda não era só irregular, mas mentia sobre a eficácia da cloroquina no tratamento da covid-19. Era preciso reagir porque essa mentira tem consequências para a vida e saúde das pessoas. Não se pode naturalizar a mentira como vem acontecendo desde a eleição de 2018", afirmou o advogado.

O deputado foi procurado pelo UOL, mas não se manifestou até a publicação desta reportagem.

Coronavírus