PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Esse conteúdo é antigo

Rio libera shows e eventos com restrição de lotação; praia segue proibida

Praia de Ipanema registra aglomeração no último domingo (27). Mesmo sendo desrespeitada, permanência na faixa de areia segue proibida - DANIEL RESENDE/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Praia de Ipanema registra aglomeração no último domingo (27). Mesmo sendo desrespeitada, permanência na faixa de areia segue proibida Imagem: DANIEL RESENDE/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

01/10/2020 15h10

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou hoje que a cidade entrou na penúltima fase do plano de flexibilização das medidas de restrição decretadas por causa da pandemia do novo coronavírus. Em anúncio feito com a presença do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), a gestão liberou a realização de shows e eventos com restrições de capacidade e manteve a proibição de permanência na faixa de areia das praias.

As restrições nas praias, porém, vêm sendo desrespeitadas principalmente nos últimos finais de semana. Com o calor registrado no último mês, os cariocas têm lotado as praias, se aglomerando na areia. A permissão para as praias segue sendo apenas para o banho de mar e atividades esportivas.

Na fase 6B do plano de reabertura das atividades na cidade, iniciada hoje, bares e restaurantes poderão voltar a ter música ao vivo. Casas de show também podem funcionar, desde que com reserva de lugar e espaçamento entre as mesas. Já boates e quadras de escola de samba seguem proibidas de realizarem eventos.

Nos bares e restaurantes, está vetada apenas a volta das pistas de dança.

No setor de eventos, feiras de negócios casamentos, formaturas e festas de grande porte estão permitidos desde que respeitada a lotação de 1/3 da capacidade do espaço. Pistas de dança também não estão liberadas neste caso.

A nova etapa de flexibilização ainda contemplou eventos em áreas abertas, como circos, feiras culturais e cerimônias realizadas com lonas. Neste caso, é preciso respeitar o espaço mínimo de 4m² por pessoa.

Os foodparks também receberam liberação para funcionar com a comercialização de alimentos e bebidas, assim como apresentações de música ao vivo. No caso de outros eventos em espaço aberto, vale a limitação de 50% de ocupação com controle de acesso e reserva de lugar.

O uso de máscara continua sendo obrigatório porque está entre as regras de ouro que a Prefeitura do Rio estabeleceu para o plano de reabertura. A recomendação é que a proteção seja usada sempre em áreas comuns e seja retirada apenas para comer.

Mais liberações

A Prefeitura do Rio também fez modificações nos protocolos de funcionamento de salões de beleza e academias. Nos salões, fica permitida a comercialização de alimentos e bebidas, assim como a ocupação de eventual sala de espera.

Já as academias poderão ter aulas de hidroginástica com 50% de ocupação da capacidade da piscina. Nas atividades, tem que ser respeitado o não compartilhamento de objetos.

Por decisão judicial, desde hoje as escolas particulares estão autorizadas a voltarem a funcionar na cidade. A rede pública, porém, ainda segue sem uma previsão de retorno das atividades letivas presenciais.

O dia de hoje também marca a volta do funcionamento de cinemas no Rio. Os estabelecimentos já tinham autorização para voltar, mas acordaram em reabrir hoje após um acordo com a Prefeitura para que ficasse permitido o consumo de alimentos dentro das salas de exibição. Por enquanto, os cinemas podem vender apenas 50% dos ingressos disponíveis para cada sala.

Saúde