PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
7 meses

Após possível ataque hacker, Ministério da Saúde faz alerta sobre golpes

Secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco fez pronunciamento sobre problema nos sistemas da pasta - Divulgação/Palácio do Planalto
Secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco fez pronunciamento sobre problema nos sistemas da pasta Imagem: Divulgação/Palácio do Planalto

Do UOL, em São Paulo

13/11/2020 17h55

O Ministério da Saúde admitiu hoje que pode ter sido alvo de um ataque hacker na semana passada, desde quando vem enfrentando problemas para restabelecer a normalidade em seus sistemas. O secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, também aproveitou para alertar a população sobre tentativas de golpes que estariam ocorrendo usando o nome do Ministério.

"Um vírus afetou nossa rede de tecnologia na semana passada. Há indícios de que a pasta também foi alvo de tentativa de ataque cibernético, embora não haja um laudo conclusivo", disse o secretário, prometendo que a pasta restabelecerá a normalidade em seus sistemas até segunda-feira (16).

Franco reconheceu que o problema afetou a contabilização dos dados sobre a pandemia de covid-19 em alguns estados. Segundo o secretário, isso aconteceu porque o Datasus (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde) bloqueou algumas bases de dados como medida de precaução.

"Todas as medidas necessárias para preservar a integridade de sistemas, servidores e de dados do Ministério da Saúde foram tomadas. Não houve comprometimento, sequestro ou vazamento de informações", explicou.

"A dificuldade de acesso à rede nos últimos dias, enfrentada por alguns estados, se deu pelo bloqueio da base dados, que foi realizado para preservar as informações do Ministério", completou o secretário.

Franco também fez um alerta para possíveis golpes que pedem por telefone dados de usuários do SUS (Sistema Único de Saúde).

"O Ministério da Saúde não está realizando nenhuma pesquisa, tampouco solicita dados particulares via telefone aos usuários do SUS. Contamos com o apoio da imprensa para alertar nossa população e evitar golpes que estão sendo aplicados em nome do Ministério da Saúde", afirmou.

Saúde