PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Fiocruz diz reforçar vigilância em vacina após Europa apontar coágulos

Vacina de AstraZeneca e Universidade de Oxford deve continuar a ser usada nas campanhas de imunização - Getty Images/BBC News Brasil
Vacina de AstraZeneca e Universidade de Oxford deve continuar a ser usada nas campanhas de imunização Imagem: Getty Images/BBC News Brasil

Do UOL, em São Paulo

08/04/2021 00h00

Após agência europeia afirmar ter encontrado possível ligação entre a vacina de Oxford com a formação de coágulos sanguíneos, a Fiocruz —que é a responsável pela produção nacional— disse hoje que está reforçando a farmacovigilância com objetivo de acompanhar eventos adversos e gerenciar riscos.

"A Fiocruz, como produtor nacional desta vacina, informa que está reforçando a farmacovigilância para acompanhamento de eventos adversos e para gerenciar potenciais riscos e para geração de dados e informações sobre a segurança da vacina", disse a Fiocruz.

"Neste momento, estão em curso novos estudos sobre a efetividade do imunizante", acrescentou, em seguida.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) estimou nesta quarta-feira (7) que os coágulos sanguíneos sofridos por pessoas vacinadas com o imunizante anticovid da AstraZeneca devem ser considerados um efeito colateral "muito raro" do medicamento.

A EMA estabeleceu "uma possível ligação com casos muito raros de coágulos sanguíneos incomuns, juntamente com níveis baixos de plaquetas sanguíneas", pelo que considera que o balanço entre riscos e benefícios permanece "positivo", de acordo com um comunicado.

Coronavírus