PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Paes rebate críticas sobre a vacina AstraZenca: 'Vamos parar de besteirada'

Rai Aquino

Colaboração para o UOL, no Rio

30/04/2021 09h10Atualizada em 30/04/2021 12h08

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM-RJ), criticou hoje quem tem duvidado da qualidade da vacina da Oxford/AstraZeneca, que no Brasil é produzida pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

"Vamos parar de besteirada, gente (...) Eu me lembro lá atrás, politizaram a vacina e veio com um papo de que a vacina chinesa (CoronaVac) era ruim, agora já falam mal da AstraZeneca", Paes reclamou, durante apresentação do 17° Boletim Epidemiológico da covid-19.

Países europeus, como a Dinamarca, chegaram a suspender o uso da vacina por causa do risco de aparecimento de coágulos entre pessoas imunizadas com a vacina.

No evento de hoje, Paes reforçou que a Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) "avalia e analisa todas as vacinas". Ele também enfatizou que o Rio de Janeiro não tem nenhum caso de reação adversa dentre os mais de 2 milhões de doses dos imunizantes contra o novo coronavírus aplicados até o momento.

Vamos tomar vergonha na cara, parar de besteira, todo mundo tomar a vacina do jeito que tem que tomar, a AstraZeneca, a CoronaVac, não importa. A vacina salva vidas e é importante que as pessoas tomem vacinas
Eduardo Paes

O secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, também defendeu a importância da população se vacinar contra a covid-19

"A vacina AstraZeneca é uma vacina segura. Todas as autoridade sanitárias do Brasil têm reforçado isso. É um erro alguém deixar de se vacinar por conta de segurança da vacina. A AstraZeneca e a CoronaVac são seguras. A gente faz uma fortíssima vigilância vacinal na cidade do Rio de Janeiro, de efeitos adversos. Não tem nenhuma notificação de casos graves das pessoas que tomaram tanto a vacina AstraZeneca, quanto a CoronaVac", frisou Soranz.

Mais de 95% dos idosos vacinados

O Rio de Janeiro atingiu hoje a marca de mais de 2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 aplicadas. De acordo com a prefeitura, até o momento foram usadas 2.099.983 doses, dentre as primeira e segunda doses.

No momento, a capital fluminense imuniza grupos prioritários estabelecidos pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações), depois de vacinar os idosos.

Vacinação no Rio

  • 1.458.750 pessoas vacinadas com a primeira dose
  • 641.233 pessoas vacinadas com a primeira dose
  • 21,6% da população carioca imunizada
  • 95,3% dos idosos imunizados com a primeira dose
A gente aplicou 2 milhões de doses da vacina no Rio, sem nenhuma reação vacinal grave, sem nenhum caso de trombose. Até o momento temos certeza absoluta que a vacina AstraZeneca tem muito mais benefícios do que risco para a população. O grande risco agora é deixar de tomar a vacina
Daniel Soranz

Embed c/ autoplay:

Saúde