PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Covid: prefeito de Duque de Caxias vai recorrer após ter bens bloqueados

Washington Reis (MDB), prefeito de Duque de Caxias - Divulgação
Washington Reis (MDB), prefeito de Duque de Caxias Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

03/05/2021 12h04Atualizada em 03/05/2021 13h44

O prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), disse que ainda não foi intimado sobre o bloqueio de seus bens no valor de R$ 2,45 milhões devido a irregularidades na vacinação contra covid-19. Em nota ao UOL, Reis afirmou que "ao tempo da válida intimação, serão interpostos os recursos competente".

No sábado (1), a Justiça do Rio de Janeiro decidiu bloquear os bens de Reis a pedido do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro).

Segundo o MP, a ação de improbidade administrativa foi ajuizada devido à recusa do prefeito em obedecer o PNI (Plano Nacional de Vacinação), em atender às decisões judiciais que determinaram respeito aos grupos prioritários e em reservar vacinas para aplicação da segunda dose da CoronaVac. Além disso, o órgão aponta desorganização na vacinação, com muitos pontos com aglomeração.

Ainda na nota, Reis "afirma sua discordância com os fundamentos da decisão que decretou sua indisponibilidade patrimonial por não ser razoável tal restrição para custeio de eventuais e futuros danos morais coletivos, cujo valor não foi arbitrado em sentença judicial".

Hoje, a cidade voltou a registrar aglomeração na vacinação de profissionais de educação da rede pública e privada.

Saúde