PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Anvisa recomenda máscaras e distanciamento contra varíola dos macacos

As medidas são as mesmas que as adotadas para evitar a transmissão da covid-19 - SCIENCE PHOTO LIBRARY
As medidas são as mesmas que as adotadas para evitar a transmissão da covid-19 Imagem: SCIENCE PHOTO LIBRARY

Do UOL, em São Paulo

24/05/2022 13h20

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou ontem medidas de proteção à saúde para evitar a transmissão da varíola dos macacos. Segundo a agência, o distanciamento físico e o uso de máscaras devem ser adotados sempre que possível.

"Considerando-se as formas de transmissão da varíola dos macacos, a Anvisa reforça a importância das medidas de proteção à saúde a serem adotadas em aeroportos e aeronaves", diz a Anvisa em nota.

"Tais medidas não farmacológicas, como o distanciamento físico sempre que possível, o uso de máscaras de proteção e a higienização frequente das mãos, têm o condão de proteger o indivíduo e a coletividade não apenas contra a covid-19, mas também contra outras doenças."

As medidas são as mesmas adotadas para evitar a transmissão do novo coronavírus.

A Anvisa mantém-se alerta e vigilante quanto ao cenário epidemiológico nacional e internacional, acompanhando os dados disponíveis e a evolução da doença, a fim de que possa ajustar as medidas sanitárias oportunamente, caso seja necessário à proteção da saúde da população.
Comunicado da Anvisa

Varíola dos macacos no mundo

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), regiões não endêmicas já confirmaram mais de 130 casos da doença. Há outros 106 casos em investigação.

Embora o surto seja incomum, ele pode ser contido e limitado, disse a OMS, que está convocando mais reuniões para apoiar os Estados-membros com mais conselhos sobre como lidar com a situação.

Ainda não houve nenhum caso identificado no Brasil, mas especialistas apontam que isso pode acontecer em breve. O vírus da varíola dos macacos foi identificado em um brasileiro de 26 anos que estava na Alemanha e tinha passado por Portugal e Espanha.

Saúde