Topo

Tecnologia

Facebook


Você confiaria? Facebook planeja criar assistente de voz para nos ouvir

Reprodução/CNN
"Ok, Facebook!" Imagem: Reprodução/CNN

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

2019-04-18T16:08:11

18/04/2019 16h08

O Facebook está trabalhando em um assistente de voz para rivalizar com a Alexa, da Amazon, a Siri, da Apple, e o Google Assistant, da Alphabet, informou a emissora de TV CNBC nesta quarta-feira (17), citando fontes familiarizadas com o assunto.

O movimento está saindo do grupo de realidade aumentada e realidade virtual da empresa, uma divisão que trabalha com hardware, incluindo os headsets Oculus, de realidade virtual da empresa, informou a reportagem.

O Facebook não respondeu imediatamente a um pedido da Reuters para comentar.

Não é a primeira vez em que o Facebook se mete a fazer algo do tipo: em 2015, a empresa veio com o M, assistente dentro do Messenger que completa tarefas e encontra informações sobre o seu nome. Era produzido pela inteligência artificial da rede social, mas supervisionado por pessoas reais.

Algumas das tarefas prometidas por ele eram comprar produtos, entregar presentes, fazer reservas em restaurantes ou até organizar viagens e compromissos. Ele foi lançado em 2017 no Brasil. Mas pouca gente o usava, e foi desligado em janeiro de 2018.

2018, o ano que a casa caiu para o Facebook

Relembre os escândalos

A interação com o M era basicamente textual. Um assistente de voz criado pelo Facebook seria um passo inédito dentro da empresa, mas há anos pairam suspeitas de que o Facebook escuta nossas conversas pelo celular sem nosso consentimento para oferecer anúncios personalizados (e indesejados). Apesar de este boato ser sempre negado pelo Facebook, até hoje muita gente não se convenceu.

E se combinarmos essa paranoia antiga com o momento atual da rede social, com escândalos de vazamentos de dados e infrações de privacidade pipocando quase toda semana --o desta semana cita 1,5 milhão de contatos de email obtidos "sem querer" em três anos-- vai ser difícil convencer o mundo de que é ok Mark Zuckerberg oficializar seu próprio sistema de escuta de voz.

* Com agência Reuters