Topo

Árvore 'mais velha' britânica começa a mudar de sexo

Paul Hermans/Creative Commons
'Teixo de Fortingall', considerada como a árvore mais velha do Reino Unido, em Perthshire, na Escócia Imagem: Paul Hermans/Creative Commons

Em Londres

02/11/2015 13h20

Uma árvore da Escócia, que teria cerca de 5.000 anos, começou a mudar de sexo, um fenômeno "raro" que os cientistas ainda tentam explicar as causas.

O "Teixo de Fortingall", em Perthshire (centro da Escócia), foi catalogado por séculos como uma árvore masculina, mas o recente aparecimento de bagas sugere uma mudança de sexo, declarou nesta segunda-feira (2) à AFP Max Coleman, um botânico no Royal Botanic Garden de Edimburgo.

"Este é um evento raro (...) e não completamente explicado", disse o cientista, que afirma que esta tendência poderia ser devido a uma mudança no equilíbrio hormonal do teixo.

"O estresse ambiental é uma das coisas que pode ter causado" esse fenômeno, acrescentou. A árvore está saudável, e suas transformações terão nossa especial atenção", assegurou Max Coleman.

O teixo está no pátio de uma antiga igreja. Apesar de ser chamada pela imprensa britânica como a "árvore mais antiga" do Reino Unido, a sua idade exata ainda não foi determinada. Para dar uma avaliação, os cientistas compararam seu tamanho atual com as medidas tomadas há vários séculos.