Alemanha cogita levantamento 'gradual' de sanções contra Rússia em caso de avanços

Tallinn, 27 Mai 2016 (AFP) - As sanções da União Europeia contra a Rússia podem ser levantadas gradualmente se ocorrerem avanços no momento de aplicar os acordos assinados no conflito ucraniano, declarou nesta sexta-feira o chanceler alemão, Frank-Walter Steinmeier.

"Espero que até o fim de junho ocorram progressos (...). Vamos ver se podemos reduzir gradualmente as sanções ou se devemos manter as medidas atuais", declarou o ministro à imprensa em Tallin.

"Se não ocorrerem progressos também será preciso avaliar", acrescentou. "Nosso objetivo não é manter as sanções, mas resolver o conflito".

Steinmeier estimou no dia anterior que manter as sanções contra Moscou "era mais difícil" que há um ano atrás, devido a uma resistência crescente de certos países membros.

"Somos conscientes do fato de que a resistência na UE a respeito da prolongação de sanções contra a Rússia aumentou", disse o chanceler em uma entrevista publicada na quinta-feira pela agência BNS.

As sanções europeias contra os bancos, os setores de defesa e energia expiram em julho. Para que sejam prolongadas é necessário um voto unânime e o caso será debatido em junho.

mjc-bo/jz/mb/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos