Onze pessoas são mortas por grupo armado em região andina da Venezuela

Caracas, 29 Mai 2016 (AFP) - Onze pessoas, entre elas um colombiano e três menores de idade, foram assassinadas por um grupo armado no estado de Trujillo, no oeste andino da Venezuela, informou neste domingo a Procuradoria-Geral.

Segundo um boletim do organismo, "as vítimas se encontravam em suas casas" na madrugada de sábado "quando foram surpreendidas por vários homens armados, que as obrigaram a se deslocar para os pátios das moradias, onde foram mortos a tiros".

Os assassinos "deixaram o lugar em automóveis e motocicletas", acrescentou o relatório.

Os adultos mortos, todos homens, tinham idades entre 18 e 76 anos, enquanto os menores tinham 15, 16 e 17 anos, de acordo com a Procuradoria.

O colombiano foi identificado como Alberto Díaz Patiño, de 76 anos.

O Ministério Público indicou dois procuradores para investigar o massacre em coordenação com funcionários do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC).

A Venezuela é um dos países sem conflito bélico mais violentos do mundo, com uma taxa de 58,1 homicídios por cada 100.000 habitantes (17.778 mortos) em 2015, segundo a Procuradoria. A organização não governamental Observatório Venezuelano de Violência, no entanto, afirma que essa taxa ultrapassa 90. A média mundial é inferior a nove.

str-axm/yow/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos