Duplo atentado do EI a mausoléu xiita deixa 20 mortos na Síria

Beirute, 11 Jun 2016 (AFP) - Um duplo atentado, com autoria reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), perto do mausoléu xiita de Sayeda Zeinab, a 10 km de Damasco, deixou 20 mortos neste sábado, 13 deles civis - de acordo com balanço divulgado pela ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"O balanço chega a 20 mortos e mais de 30 feridos", disse à AFP o diretor da ONG, Rami Rahman.

Segundo ele, o alvo do homem-bomba que agiu na entrada do santuário era um grupo de combatentes pró-regime.

A agência oficial de notícias Sana divulgou um balanço de 12 mortos e 55 feridos. Segundo a fonte, um homem-bomba acionou o cinturão de explosivos no acesso ao templo, e outro explodiu um carro-bomba em uma rua do setor, localizado nos arredores de Damasco.

O EI reivindicou a autoria dos ataques.

"Três operações de mártires - duas mediante cinturões de explosivos e uma terceira, com carro-bomba - foram realizadas por combatentes do EI em Sayeda Zeinab", divulgou a agência Aamaq, ligada ao grupo extremista sunita.

O porta-voz do Departamento de Estado americano, John Kirby, condenou o ataque cometido por "terroristas".

Venerado pelos muçulmanos xiitas por abrigar o túmulo da neta do profeta Maomé, o mausoléu de Sayeda Zeinab é protegido por milicianos xiitas, especialmente libaneses e iraquianos, assim como por soldados do Exército sírio.

O local já foi alvo de vários ataques de grupos extremistas sunitas, os quais consideram os xiitas como hereges. O último aconteceu em 25 de abril, quando o EI assumiu um atentado com carro-bomba. No episódio, sete pessoas morreram, e pelo menos 20 ficaram feridas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos