Quatro mortos por onda de calor no oeste dos EUA

Los Angeles, 21 Jun 2016 (AFP) - Pelo menos quatro pessoas morreram em decorrência do calor escaldante que tomou conta do oeste dos Estados Unidos e provocou alertas de incêndio em toda a região, disseram as autoridades nesta segunda-feira.

Os mortos eram três caminhantes e uma motociclista de montanha que sucumbiram à onda de calor no Arizona no domingo, quando foram registradas temperaturas recordes em algumas áreas.

Larry Subervi, porta-voz do corpo de bombeiros de Phoenix, disse que uma das vítimas era uma experiente motociclista de montanha de 28 anos de idade, que realizava um passeio de duas horas e meia na área de Phoenix e que, apesar de levar água suficiente, não resistiu ao calor.

As outras vítimas eram um homem de 25 anos que morreu durante uma caminhada na Trilha Peralta, perto do Gold Canyon, uma mulher de 19 anos que morreu durante uma caminhada na área de Tuscon e um homem que foi encontrado morto perto de outra trilha.

"Nós temos uma onda de calor a cada ano, mas estamos perto do nosso recorde de todos os tempos, registrado em 1990, de 122 graus Fahrenheit" (50 graus Celsius), afirmou Subervi à AFP.

O porta-voz disse, ainda, que no domingo as temperaturas aumentaram até 49 graus Celsius e que o calor iria aumentar na segunda-feira, antes de abrandar durante o resto da semana.

A onda de calor tem alimentado incêndios florestais na Califórnia, Novo México e Arizona, forçando evacuações em algumas áreas.

Ao menos 140 famílias foram evacuadas na área de Santa Barbara, na Califórnia, onde cerca de 2.000 bombeiros lutaram durante vários dias contra o fogo, que já queimou cerca de 3.200 hectares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos