Pesquisa final da campanha mostra vantagem dos britânicos pró-UE

Em Londres

  • Xinhua/Han Yan

    O premiê britânico, David Cameron, e sua mulher, Samantha, deixam seção eleitoral após votarem no referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, em Londres

    O premiê britânico, David Cameron, e sua mulher, Samantha, deixam seção eleitoral após votarem no referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, em Londres

A última pesquisa realizada na campanha eleitoral do referendo britânico sobre a União Europeia desta quinta-feira (23) mostra uma vantagem de 4 pontos percentuais dos partidários da permanência no bloco.

A pesquisa realizada pelo instituto Ipsos-Mori na terça-feira e quarta-feira, nas últimas 48 horas de campana, aponta 52% das intenções de voto para o "Remain" ("Permanecer") e 48% para o "Leave" ("sair"), com 53% dos entrevistados convencidos de que a permanência será vitoriosa, 26% a saída da UE e 21% sem opinião.

O resultado contrasta com as pesquisas divulgadas na quarta-feira, o que demonstra a volatilidade das sondagens. Nos índices divulgados na véspera, os partidários do Brexit estavam em vantagem de 1 a 2%, com um percentual de indecisos que oscilava entre 9% e 16%.

Uma nova pesquisa deve ser divulgada na quinta-feira à noite, que não será a boca de urna.

No total, 46,5 milhões estão convocados a votar no referendo desta quinta-feira.

5 fatores que levaram ao referendo sobre a UE no Reino Unido

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos