Número de mortos em atentado de Bagdá sobe para 250

Bagdá, 6 Jul 2016 (AFP) - O número de mortos no atentado de domingo do grupo Estado Islâmico (EI) em um movimentado bairro de Bagdá já chega a 250 mortos, segundo o mais recente balanço divulgado nesta quarta-feira.

A ministra iraquiana da Saúde, Adila Hamud, proporcionou esta cifra, apesar de um oficial da polícia e outro do ministério do Interior afirmarem que o balanço pode ser maior.

Hamud disse à AFP que serão necessárias análises para determinar a identidade de 150 corpos queimados na explosão e que esse processo levará de 15 a 45 dias.

O atentado ocorreu em uma rua comercial do bairro de Karrada da capital iraquiana, onde muitas pessoas costumam fazer suas compras antes da festa do fim do Ramadã.

O governo anunciou que seriam reforçadas as medidas de segurança, após ter sofrido críticas e questionamentos.

A explosão também provocou danos importantes. Vários imóveis e lojas foram arrasados pelas chamas, em incêndios que continuavam ativos doze horas após o atentado.

O EI reivindicou o ataque, afirmando que um de seus combatentes detonou um carro-bomba perto de uma reunião de muçulmanos xiitas, segundo o centro de acompanhamento de grupos terroristas SITE.

O ataque foi registrado uma semana após o EI ter perdido a cidade de Fallujah para as tropas governamentais iraquianas, apoiadas pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

O atentado demonstra que, apesar das derrotas sofridas no Iraque e na Síria, o EI mantém sua capacidade operacional e é capaz de atacar longe de suas bases.

A única cidade principal que ainda está sob seu controle é Mossul (norte), segunda em importância no país. As tropas iraquianas lançaram várias ofensivas para recuperá-la.

O último ataque de grande porte do EI em Bagdá ocorreu em 17 de maio. Foi um duplo atentado que deixou 50 mortos e mais de 100 feridos.

O ocorrido no domingo volta a colocar em evidência o governo iraquiano e sua capacidade para detectar e conter o grupo extremista. Muitos questionam a eficácia dos detectores de explosivos e dos controles para entrar na capital, considerando que não são suficientes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos