Ataques contra forças de ordem matam cinco no Cazaquistão

Almaty, Cazaquistão, 18 Jul 2016 (AFP) - Cinco pessoas, três policiais e dois civis, morreram nesta segunda-feira no Cazaquistão, onde ocorreram vários ataques contra quartéis da polícia e dos serviços especiais em Almaty, a capital econômica deste país da Ásia central.

A polícia explicou que dois criminosos foram desarmados e presos, mas não especificou se havia outros agressores. Alguns meios de comunicação os descreveram como radicais islamitas, embora até o momento não tenha sido divulgada uma confirmação oficial.

O presidente Nursultan Nazarbayev, de 76 anos, presidiu uma reunião de emergência com seu conselho de segurança em resposta ao ataque, indicou seu serviço de imprensa.

O primeiro detido é acusado de ter matado um morador local durante o roubo de um carro e de ter atacado uma delegacia de polícia às 11h00 (02h00 de Brasília), atirando contra um oficial e desarmando-o, segundo o comunicado. O suspeito disparou contra os dois agentes quando o perseguiram para prendê-lo.

As autoridades não forneceram nenhuma informação do segundo detido.

Estes incidentes, pouco frequentes em um país relativamente estável, ocorrem apenas um mês depois de vários ataques contra uma base militar e arsenais atribuídos pelas autoridades a islamitas, que deixaram sete mortos no início de junho no oeste do país.

As autoridades mostraram sua preocupação diante da ascensão do islamismo radical neste país de maioria muçulmana sunita.

"O nível de alerta terrorista passou ao nível máximo em Almaty após os ataques executados por desconhecidos contra uma delegacia de polícia e o departamento do Comitê de Segurança Nacional", anunciou nesta segunda-feira o Serviço Especial do Cazaquistão (KNB) em um comunicado.

db-cr-mp/tbm/kat/jh/aoc-lmm./ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos