Tribunal dos EUA anula condenação milionária contra Autoridade Palestina

Nova York, 31 Ago 2016 (AFP) - Uma decisão que havia condenado a Autoridade Nacional Palestina e a OLP a pagar 655 milhões de dólares por seis atentados cometidos entre 2002 e 2004 em Israel foi anulada nesta quarta-feira por uma corte de Apelações de Nova York.

Sem minimizar o impacto destes atentados, que mataram e feriram vários americanos, a Corte de Apelações estimou que o tribunal que adotou tal decisão, em 2015, não tinha autoridade para fazê-lo.

"Os ataques terroristas com fuzis e bombas que geraram este processo e que vitimaram os demandantes são, sem dúvida, horrendos", assinala a corte em seu veredicto de 61 páginas.

Em fevereiro de 2015, um juri americano declarou culpada a Autoridade Nacional Palestina por danos causados pelos ataques e ordenou o pagamento de 218 milhões de dólares às vítimas e seus familiares.

Após o veredicto, a Autoridade Nacional Palestina anunciou sua intenção de apelar da decisão.

O valor foi automaticamente triplicado de acordo com a lei antiterrorista dos Estados Unidos, e chegou a 655 milhões de dólares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos