Milhares de pessoas se manifestam na Finlândia contra o racismo

Helsínquia, 24 Set 2016 (AFP) - Cerca de 15.000 pessoas se manifestaram neste sábado em Helsinki para protestar contra o racismo e a violência de extrema-direita.

A manifestação acontece depois da recente morte de um homem, aparentemente agredido por um líder neonazista.

Outras milhares de pessoas também se manifestaram no resto do país.

O primeiro-ministro Juha Sipila se uniu ao protesto na cidade de Kuopio, centro do país.

No início do mês, Jimi Karttunen, 28 anos, foi supostamente agredido por um conhecido líder neonazista local, Jesse Torniainen, de 26 anos, vindo a morrer uma semana mais tarde devido a uma hemorragia cerebral.

O fato aconteceu durante uma marcha antimigração. Torniainen negou qualquer responsabilidade quanto à morte de Karttunen.

po-ank/gw/me/age/cn

Facebook

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos