PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Turquia prendeu 32.000 pessoas após tentativa de golpe

28/09/2016 06h08

Istambul, 28 Set 2016 (AFP) - Quase 32.000 pessoas foram detidas por suspeitas de vínculos com o movimento do ex-pregador Fethullah Gülen, acusado por Ancara de ser o homem por trás da tentativa de golpe de Estado frustrado de 15 de julho na Turquia, informou o ministro da Justiça.

"Desde 15 de julho abrimos investigações sobre quase 70.000 pessoas e quase 32.000 foram detidas", declarou o ministro Bekir Bozdag ao canal NTV, sem descartar a possibilidade de mais detenções.

sjw-bat/fp

Internacional