Leão é morto após fugir de cativeiro em zoológico na Alemanha

Em Leipzig (Alemanha)

  • Jan Woitas/dpa via AP

    Os leões Motshegetsi (esq.) e Majo no zoológico de Leipzig, Alemanha

    Os leões Motshegetsi (esq.) e Majo no zoológico de Leipzig, Alemanha

Guardas de um zoológico na Alemanha abateram na quinta-feira (29) um leão que escapou da sua área cercada depois de que não conseguiram deter o animal com um sedativo, disse o diretor do parque.

"É um desfecho muito, muito triste, mas não tivemos escolha", disse o diretor do zoológico da cidade de Leipzig, no leste da Alemanha, Joerg Junhold.

O leão morto, chamado Motshegetsi, e outro exemplar, Majo -- ambos de um ano de idade --, escaparam da jaula em que estavam por volta das 8h40 locais (3h40 em Brasília) de quinta-feira, antes da abertura do parque ao público.

A equipe do zoológico implementou um plano de emergência, isolando a área de modo que os animais não pudessem romper as cercas da instalação.

"Depois de que Majo foi capturado e Motshegetsi foi atingido com um dardo tranquilizante, estávamos esperançosos de que a fuga poderia terminar sem qualquer perda de vida", disse Junhold.

No entanto, os funcionários em seguida determinaram que tinham perdido o controle da situação, e um guarda atirou e matou Motshegetsi.

"A segurança humana sempre vem em primeiro lugar", disse Junhold.

Os dois animais, originalmente da Namíbia, tinham chegado a Leipzig em 13 de agosto passado, procedentes do zoológico de Basileia, na Suíça.

Eles tiveram algumas semanas para se acostumar com a sua nova casa antes de serem colocados em uma área cercada onde podiam ser vistos pelo público.

A fuga "surpreendeu todos nós, porque o cercado estava em operação há 15 anos. Claro que presumíamos que era seguro", disse Junhold.

Em março passado, um tigre foi morto por outro no zoológico de Leipzig, depois que o tabique que os separava foi removido por acidente.

Em maio, um zoológico de Ohio, nos Estados Unidos, causou um alvoroço internacional quando uma criança caiu na jaula de um gorila e os funcionários atiraram e mataram o animal.

Embora tenham reconhecido que os funcionários tinham poucas opções, os críticos alegaram que o zoológico deveria ter instalado mais barreiras no cativeiro do animal. Os gerentes do parque insistem em que o parque cumpre todas as normas da indústria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos