Morre israelense baleado na fronteira com o Egito

Jerusalém, 25 Out 2016 (AFP) - Um israelense que foi baleado na fronteira com o Egito nesta terça-feira morreu pouco depois devido aos seus ferimentos, informou uma porta-voz do exército, embora tenha ressaltado que o incidente não parecia relacionado a "atividades terroristas".

O falecido era funcionário da empresa que constrói uma cerca fronteiriça entre os dois países, explicou a porta-voz do ministério da Defesa israelense.

Os disparos foram feitos do lado egípcio da fronteira, explicou a porta-voz, sem fornecer mais detalhes.

Poco antes, o ministério tinha informado sobre "uma pessoa ferida a tiros, funcionária de uma empresa de construção civil que trabalha na barreira de segurança na fronteira egípcia", sem dar maiores detalhes sobre o incidente.

"Segundo os primeiros indícios, o incidente aparentemente não está vinculado a atividades terroristas", segundo o exército israelense, que em um comunicado afirma investigar "em coordenação com seu colega egípcio".

Os disparos foram feitos do lado egípcio da fronteira, explicou a porta-voz ministerial. O incidente ocorreu na região do Monte Harif, no centro da fronteira de 240 km de extensão, que separa Israel da península do Sinai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos