Líbia exclui redução de sua produção de petróleo

Trípoli, 27 Nov 2016 (AFP) - A Líbia não participará do corte na produção de petróleo prevista pela Opep, anunciou neste domingo em um comunicado a Companhia Nacional de Petróleo (NOC) do país.

Julgando "perigosa" a situação econômica na Líbia, o diretor da NCO, Mustafah Sanalla, afirmou ser "impensável participar nas reduções de produção previstas pela Opep em um futuro próximo", segundo o comunicado.

A Opep quer reduzir sua produção entre 32,5 e 33 milhões de barris diários (mbd) e chegar a um acordo com outros países produtores para estimular os preços baixos, resultantes de um excesso de oferta desde meados de 2014.

Três países-membros da Opep -Irã, Líbia e Nigéria-, foram autorizados a "produzir nos níveis máximos".

Durante uma reunião marcada para quarta-feira em Viena, a Opep poderá repartir cotas país por país.

A Líbia produz atualmente cerca de 600.000 barris diários e pretende duplicar sua produção em 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos