Suíça multa Odebrecht em US$ 195 milhões por escândalo da Petrobras

Genebra, 21 dez 2016 (AFP) - A justiça suíça condenou nesta quarta-feira a Odebrecht e a sua filial, CNO, protagonistas do escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras, a pagar mais de 200 milhões de francos suíços (aproximadamente 195 milhões de dólares).

"Esta condenação faz parte das conclusões do processo judicial iniciado pela Suíça e coordenada com o Brasil e os Estados Unidos", afirmou a procuradoria em comunicado.

Paralelamente, o departamento de Justiça americano anunciou que a multa contra a Odebrecht ultrapassa 2,6 bilhões de dólares.

A procuradoria-geral suíça explicou que a Odebrecht e sua filial foram condenadas porque "não tomaram todas as medidas de organização razoáveis e necessárias para impedir a corrupção de agentes públicos estrangeiros e a lavagem de dinheiro".

O escândalo de corrupção da Petrobras tem amplas ramificações internacionais e a Suíça abriu a partir de 2014 cerca de 60 investigações criminais.

A justiça suíça pôde assim identificar "pagamentos fraudulentos de diversas empresas do setor da construção (...) para obter contratos públicos" através de empresas em paraísos fiscais.

"Esses pagamentos puderam ser imputados entre outros à empresa Odebrecht SA e sua filial Construtora Norberto Odebrecht SA (CNO), com sede no Brasil", explica o MPC.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos