Trump congela contratações no governo federal

Washington, 23 Jan 2017 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou nesta segunda-feira o congelamento total de contratações de funcionários do governo, com a exceção das Forças Armadas.

O novo presidente americano apenas comentou que o congelamento de novas contratações não inclui o setor militar.

Nesta segunda-feira os jornalistas credenciados na Casa Branca foram convocados de urgência ao Salão Oval, onde Trump assinou o decreto de congelamento.

A suspensão de novas contratações era uma das suas maiores promessas de campanha e parte de seu programa de governo. Durante a companha eleitoral, no entanto, ele sugeriu que as áreas de saúde e segurança ficariam de fora do congelamento.

Trata-se de uma proposta que constava em um documento que Trump denominou "Contrato com os eleitores americanos", que incluía um conjunto de seis propostas para "limpar a corrupção" de Washington.

A imprensa americana informou na primeira semana de janeiro que diversos órgãos federais aceleraram em dezembro passado suas contratações, antes da chegada de Trump à Casa Branca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos