Aloysio Nunes diz que Venezuela pode ser excluída do Mercosul

Brasília, 1 Abr 2017 (AFP) - O chanceler Aloysio Nunes afirmou nesta sexta-feira que a Venezuela pode ser excluída do Mercosul, nas vésperas de uma reunião do bloco regional para analisar a crise política no país.

"Vamos buscar um consenso, que pode ser até o acionamento da cláusula democrática, para a exclusão da Venezuela do Mercosul. Mas não vou com uma posição fechada", declarou Nunes antes de embarcar em Brasília para Buenos Aires.

O Tribunal Supremo da Venezuela assumiu esta semana as funções do Parlamento, dominado pela oposição, por considerá-lo em "desacato", aprofundando a crise política no país.

O Brasil repudiou na véspera a decisão do Supremo venezuelano e qualificou a situação de "ruptura da ordem constitucional".

Os chanceleres de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai - países fundadores do Mercado Comum do Sul (Mercosul) se reunirão neste sábado, em Buenos Aires, para analisar a crise na Venezuela.

Os sócios fundadores do bloco suspenderam a Venezuela como estado-membro no dia 1º de dezembro passado, por ignorar seus compromissos comerciais e políticos, o que Caracas nega.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos