Modelo da Playboy é condenada por cyberbullying de idosa

Los Angeles, 24 Mai 2017 (AFP) - A modelo da Playboy Dani Mathers foi condenada a três anos de liberdade condicional, nesta quarta-feira (24), depois de compartilhar às escondidas no aplicativo Snapchat a foto de uma senhora nua no vestiário de uma academia.

"Playmate" do ano em 2015, Dani também terá de cumprir 30 horas de serviço comunitário, segundo o acordo fechado por seus advogados com a Justiça de Los Angeles.

Publicada no Snapchat em julho passado, a foto deflagrou uma onda de críticas e abriu nos Estados Unidos um debate sobre "body shaming", termo usado para definir o ato de envergonhar alguém por algum aspecto de seu corpo.

A imagem mostrava uma mulher de 70 anos nua, de costas, em uma academia de Los Angeles, ao lado de outra imagem, da modelo, com uma cara de gozação e a seguinte legenda: "Se eu não posso não ver isso, então, vocês também não".

Depois de ter sua entrada proibida na rede de academias LA Fitness, onde essa história aconteceu, a coelhinha pediu desculpas.

Ela alegou se tratar de uma mensagem para ser compartilhada de forma privada, mas que acabou sendo pública.

"Preciso de um tempo para refletir sobre por que fiz algo tão horrível", tuitou na época, reagindo à comoção nas redes sociais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos