Rússia desmantela suposta célula do EI que preparava atentado

Moscou, 25 Mai 2017 (AFP) - Quatro supostos integrantes de um grupo ligado à organização extremista Estado Islâmico (EI) foram presos nesta quinta-feira em Moscou pelos serviços secretos russos.

Segundo as autoridades russas, o grupo preparava um ataque aos transportes públicos da capital.

Detidos durante uma operação do FSB (ex-KGB), estes "quatro membros do grupo terrorista, entre os quais cidadãos russos e da Ásia Central, preparavam um ataque com explosivos de fabricação caseira contra os transportes públicos", informou o FSB em um comunicado.

"Durante a operação de busca na casa dos detidos, as forças de segurança descobriram uma oficina para a produção de explosivos com artefatos prontos para serem usados e produtos para fabricá-los, bem como armas automáticas, munições e granadas", acrescentou.

"O grupo terrorista (...) recebia ordens da Síria", garantiu o FSB, acrescentando que os detidos planejavam fugir para este país após o ataque.

A Rússia reforçou suas medidas de segurança após o atentando no metrô em São Petersburgo, que deixou 15 mortos em 3 de abril.

Os supostos organizadores do atentado, os irmãos Abror e Akram Azimov, do Quirguistão, foram indiciados nesta quinta-feira por "terrorismo" e "tráfico ilegal de armas", de acordo com seu advogado, citado por agências de notícias russas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos