Atleta francês é condenado por roubo pela 12ª vez

Paris, 29 Mai 2017 (AFP) - Velocista de dia, ladrão à noite: Toumany Coulibaly, campeão da França dos 400 metros em pista coberta em fevereiro de 2015, foi condenado a dois anos de prisão, nesta segunda-feira (29), pelo 11º roubo.

Este último foi cometido apenas horas depois de sua premiação.

Aos 29 anos, esta é a 12ª condenação para o atleta. A última havia sido em janeiro passado, também por roubo.

Em 22 de fevereiro de 2015, com a medalha no pescoço, ele deixa a cidade de Clermont-Ferrand e volta para Paris em um trem de alta velocidade (TGV).

"Deixei as malas e caminhei na hora, sem refletir", alegou, em depoimento no tribunal nesta segunda.

Por volta das duas da manhã, ele troca a camiseta e o par de tênis por uma touca ninja e uma marreta. Junto com quatro cúmplices, quebra a vitrine de uma loja de telefonia celular e rouba 50.000 euros em mercadorias.

Na corte, Coulibaly se declarou culpado das acusações que pesam sobre ele, mas negou ser o chefe do grupo. O mesmo foi alegado por seus cúmplices.

O atleta tem outros processos em andamento, todos por roubo.

"Comecei com uma bobagens antes da minha carreira (como esportista). Entrei em um círculo vicioso, do qual nunca consegui escapar", declarou no tribunal.

Na audiência, uma psicóloga descreveu um indivíduo que encontra "uma espécie de prazer com estar fora da lei".

"Exato", respondeu o réu, que disse ter a esperança de retomar sua carreira "mais tarde".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos