EUA: Fed autoriza bancos a distribuírem lucro aos acionistas

Nova York, 28 Jun 2017 (AFP) - O Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) liberou, nesta quarta-feira, os planos de distribuição de lucros aos acionistas dos 34 grandes bancos americanos, já que todos passaram no teste de resistência anual.

A decisão é um reflexo do aumento da solidez dessas entidades, após anos de acúmulo de capitais no pós-crise financeira de 2008, segundo funcionários do Fed.

O Fed só pediu que um banco, o Capital One Financial, submetesse um novo plano no fim do ano, mas não se opôs ao pagamento de dividendos aos acionistas

Trinta e quatro bancos foram submetidos a testes de resistência para avaliar se tinham solidez para enfrentar uma eventual crise.

O governador do Fed Jerome Powell disse, em nota, estar satisfeito porque os bancos "alcançaram níveis de capital saudáveis e melhoraram bastante seus processos de planejamento de capital".

O resultado dos testes deve render lucros generosos em instituições bancárias como Bank of America, Morgan Stanley e até Wells Fargo, que recentemente esteve envolvido num escândalo de contas falsas.

Os testes de resistência foram pensados para avaliar se os chamados "bancos sistêmicos" - considerados fundamentais para a estabilidade financeira - podem superar crises como a de 2008.

A primeira parte dos testes, que teve os resultados divulgados na semana passada, mostrou que os 34 bancos conseguiriam se livrar em um cenário econômico de desemprego a 10% e de uma queda de 35% nos valores dos bens de raiz.

A segunda fase do teste de resistência foi de revisão qualitativa e quantitativa dos bancos.

No caso da Capital One, sua distribuição foi aprovada, mas a instituição demostrou "debilidades materiais em seu planejamento interno", segundo o Fed.

No ano passado, o alemão Deutsche Bank e o espanhol Santander não passaram no teste pela segunda vez seguida. Morgan Stanley recebeu o sinal verde condicional.

Em comparação com 2009, quando o teste começou a ser realizado, o nível acumulado de fundos próprios quase duplicou, passando de 5,55% a 12,5%, destacou o Fed. Em dinheiro, a cifra é de 1,250 bilhão contra os 750 milhões anteriores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos