PUBLICIDADE
Topo

Chuvas por tempestade tropical provocam inédito socavão na Cidade do México

31/08/2017 19h42

México, 31 Ago 2017 (AFP) - Um inédito socavão de ao menos sete metros de profundidade e dez de diâmetro se formou nesta quinta-feira na Cidade do México após as fortes chuvas provocadas pela passagem da tempestade tropical Lidia no Pacífico, sem deixar vítimas.

O colapso foi registrado de manhã perto do Paseo de la Reforma, uma das avenidas mais emblemáticas da megalópole, frequentada por um grande número de turistas.

Desde a tarde de quarta-feira até cerca de meia-noite foi registrada uma chuva intensa generalizada na Cidade do México que causou inundações na capital e em sua zona metropolitana.

Funcionários da Proteção Civil isolaram a zona onde se abriu o socavão e fecharam a circulação ao trânsito de veículos.

Imagens transmitidas por televisões locais mostram como o buraco se formou, deixando expostos tubos de drenagem e instalações elétricas.

O coordenador nacional de Proteção Civil, Luis Felipe Puente, disse que este fenômeno foi resultado das fortes chuvas e das condições do subsolo da Cidade do México.

"Vivemos em uma cidade que foi um lago e o subsolo tem características de permeabilidade muito diferente", disse Puente em coletiva de imprensa ao alertar que podem ocorrer falhas similares em outras zonas.

A capital mexicana está situada em uma zona de lagos e rios onde estava localizada originalmente a antiga Tenochtitlan, a capital do império azteca. Por isso, é suscetível a sofrer inundações quando ocorrem chuvas muito fortes, como nos últimos dias.

A capital e outras regiões do país sofreram fortes precipitações pela passagem da tempestade tropical Lidia, que às 18H00 GMT (15H00 em Brasília) se situava a 40 km do balneário de Cabo San Lucas (noroeste).