EUA aumentam controle sobre frete aéreo procedente do Oriente Médio

Washington, 22 Jan 2018 (AFP) - Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (22) ter ordenado inspeções mais detalhadas no transporte aéreo de carga procedente de cinco países do Oriente Médio, fazendo alusão à tentativa - em junho de 2017 - de explosão de um avião na Austrália como argumento para justificar a medida.

A partir de agora, sete aeroportos de Egito, Jordânia, Arábia Saudita, Catar e Emirados Árabes terão que fornecer às alfândegas americanas informações sobre todo o transporte aéreo com destino aos Estados Unidos, antes mesmo da carga ser colocada a bordo, segundo as autoridades americanas encarregadas da segurança nos transportes (TSA).

"Estes países foram eleitos devido à vontade demonstrada por parte de grupos terroristas de atacar a aviação a partir deles", indicou a TSA em comunicado, mencionando a tentativa, em junho de 2017, de três homens vinculados ao grupo Estado Islâmico (EI) de explodirem um avião na Austrália.

"O incidente na Austrália durante o verão passado foi tomado como uma inquietante advertência para a TSA e para todos os nossos sócios da aviação para incluir os aviões de transporte (nas medidas de controle) e continuar os esforços para manter a segurança em nosso espaço aéreo", acrescenta a TSA.

A agência não mencionou nenhuma nova ameaça específica que justifique a decisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos