Número dois do FBI renuncia, após críticas de Trump

Washington, 29 Jan 2018 (AFP) - O número dois da polícia federal dos Estados Unidos, Andrew McCabe, renunciou após ser alvo de duras críticas do presidente Donald Trump, que o acusa de parcialidade a favor da oposição democrata, disse uma fonte do governo nesta segunda-feira (29).

McCabe, de 49 anos, vai deixar de trabalhar imediatamente, mas vai permanecer na folha de pagamento do FBI até março para poder obter benefícios previdenciários.

Sua saída era esperada no começo deste ano, quando tornou-se elegível para se aposentar após duas décadas no FBI.

Ela acontecerá após receber críticas dos republicanos durante meses por sua lealdade ao ex-diretor do FBI, James Comey, que foi demitido por Trump, e por sua suposta preferência pelos democratas.

McCabe e Comey tiveram papéis cruciais na investigação do FBI sobre Hillary Clinton, rival democrata de Trump nas eleições de 2016, por fim absolvida pelo uso indevido de um e-mail pessoal quando era secretária de Estado do ex-presidente Barack Obama.

Os dois participaram das etapas iniciais da investigação, ainda em curso, de conluio da campanha eleitoral de Trump com russos.

Trump negou diversas vezes essas acusações e disse que o FBI é parcial por continuar a investigação, atualmente nas mãos do procurador especial Robert Mueller, que também já foi diretor do órgão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos