Topo

Cruz Vermelha pede acesso ao reduto rebelde sírio de Guta Oriental

2018-02-21T11:35:00

21/02/2018 11h35

Damasco, 21 Fev 2018 (AFP) - O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR) pediu nesta quarta-feira acesso a Guta Oriental, território rebelde ao leste de Damasco e cenário de intensos bombardeios do regime sírio desde domingo, que deixaram quase 300 mortos e mais de 1.400 feridos.

"Parece que a violência pode provocar mais sofrimentos nos próximos dias e semanas. Nossas equipes devem ter autorização para chegar a Guta Oriental para socorrer os feridos", destacou Marianne Gasser, representante do CICV na Síria.

Em Guta Oriental, cercada pelas forças governamentais desde 2013, vivem quase 400.000 pessoas em condições críticas, com casos de desnutrição e fome.