PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Governador do Texas comuta pena capital a condenado que mandou matar família

22/02/2018 23h08

Chicago, 23 Fev 2018 (AFP) - O governador do Texas, Greg Abbott, comutou nesta quinta-feira (22) a pena de morte contra um condenado que contratou um assassino de aluguel para matar sua família, e cujo pai, a quem tentou executar, intercedeu pela vida de seu filho.

"O senhor Whitaker deverá passar o que resta de sua vida atrás das grades como punição por seu crime atroz", assinalou Abbott, justificando sua decisão.

"Estou agradecido por esta decisão, não por mim, mas por meu pai", disse Whitaker em declaração divulgada pelo Departamento de Justiça Criminal do Texas.

"Aceito qualquer pena por meus crimes, mas meu pai não fez nada de mau. O sistema funcionou hoje para ele e farei o melhor para manter minha parte do trato".

Em 2003, Bart Whitaker contratou um pistoleiro para se livrar de seus pais e de seu irmão, contra os quais acumulou anos de ódio.

Com 20 anos na época, arquitetou um falso roubo afirmando ter sido atingido durante o violento ataque. Sua mãe, Tricia, de 51 anos, e seu irmão, Kevin, de 19 anos, faleceram.

Durante sete meses, Kent Whitaker viveu com seu filho Bart ignorando que ele fosse o responsável pela tragédia familiar, enquanto os policiais avançavam na investigação que, finalmente, o considerou culpado.

Mas o pai já havia perdoado o assassino. Decidiu tomar essa atitude na própria noite do tiroteio, com o tórax perfurado por uma bala 9mm, quando, segundo disse, Deus foi ao seu encontro e o ajudou a chegar a um "perdão milagroso".

"Vivo com a magnitude da perda todos os dias. Mas Deus me ajudou a alcançar esse completo perdão e creio que o fiz para ajudar a reconstruir minha relação com meu filho", contou à AFP.

Internacional